Não Vá Para a Escola Amanhã


Essa foi a última mensagem que meu amigo me mandou na noite antes do tiroteio. 

Não foi tão surpreendente, pra ser honesto. David, meu melhor amigo, passou bons bocados no último ano e meio. Tudo meio que... desmoronou a sua volta. Sua irmã fugiu de casa e apareceu assassinada um mês depois, encontrada em picadinhos no meio da floresta.

Pouco depois disso, sua mãe cometeu suicídio por causa do luto. Encontrou-a enforcada no quarto, o rosto inchado e roxo por causa da corda em volta do pescoço. 

O pai também tomou um caminho obscuro. Drogas, mas teve o mesmo efeito. O que um dia foi um homem trabalhador, agora era apenas uma casca do seu passado. Ele nunca foi embora de casa, mas se tornou violento e instável nos últimos seis meses. O pobre David não sabia como cooperar, combinado com os valentões na escola, que enchiam seu saco desde a terceira série. Era um tormento sem fim, e parece que a vida ainda preparava algo pior. 

Tentei ser um bom amigo. Tentei seu um ombro amigo para ele chorar, ser a pessoa com quem ele pudesse conversar, se abrir. Mas acho que no final, isso não importa. Toda a tentativa que fiz, não importa o quão profunda fosse, não importava o quanto eu quisesse ajudá-lo. Mas acho que eu poderia ter feito algo a respeito. 

Eu poderia ter contado para alguém sobre a mensagem, mas não contei. 

Poderia ter contado para alguém sobre a arma que encontrei no armário dele, mas não contei. 

Eu poderia ter resistido a minha vontade de agarrar sua irmã enquanto ela voltava para casa, poderia não ter desmaiado-a, poderia não ter matado-a, mas eu o fiz. 

Poderia ter resistido minha vontade de invadir sua casa e estrangular sua mãe, mas não o fiz. 

Poderia ter resistido minha vontade de oferecer drogas para seu pai aliviar a dor, mas não o fiz. 

Eu podia ter intervindo todas as vezes que ele foi socado, chutado, enfiado nos armários da escola e tratado como um merda, mas não o fiz. 

Ou melhor, eu não quis fazer. 

Mas há um motivo para isso, te garanto. Um olhar sobre a psique humana, uma chance de ver como o cérebro funciona. 

Apenas uma perguntinha... Quanto um homem pode aguentar antes de surtar? 

Enquanto eu assistia as notícias na manhã seguinte, sobre o tiroteio e suicídio de meu amigo, comecei a devanear...

Demora bastante para destruir uma pessoa...

Mas quanto essa pessoa pode destruir depois? 

Peguei meu celular e olhei o perfil no facebook do meu novo melhor amigo, Alex. Acabou de ganhar um irmãozinho novo, e seu cachorro está começando a ficar velho. Pode acontecer a qualquer momento. 

Vamos esperar para ver.

0 comentários: